segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

RECONHECER JESUS

Os quatro Evangelhos são nossa fonte principal para entendermos a pessoa de Jesus de Nazaré; a experiência, contudo, demonstra que poucos o conhecem através dos Evangelhos. Muitos de nós, primeiro, tomamos conhecimento de Jesus através de pessoas que o amam e que nos amam; pessoas que, naturalmente, gostariam que pertencêssemos à mesma comunidade de fé que as mantém em contato com o Senhor. A tradição cristã, para eles, não é mais do que o fato de permanecer na verdade que lhes fora apresentada como vida. A realidade da tradição cristã é que as pessoas apresentam Jesus umas às outras. E a razão para tal é sempre a mesma: "para que creias que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que crendo, tenhais a vida em seu nome" (Jo 20,31). Os Evangelistas tomaram parte nesse processo. Se não foram testemunhas vivas do ministério de Jesus, tomaram conhecimento da história de Jesus através de outros. Cada um dos evangelistas emergiu de uma comunidade diferente; cada um deles recebeu uma mensagem de salvação de pregadores e mestres de uma geração anterior; cada um deles transmitiu, criativamente, a tradição que recebeu. A Igreja, portanto, deu vida aos Evangelhos, e não o contrário. Ao lermos os Evangelhos, encontramos uma relação de pessoas e grupos que reagem de modo diferente perante Jesus e sua mensagem. Não conhecemos Jesus apenas através daqueles que experimentam uma nova vida nele, como também através daqueles que a ele se opuseram e rejeitaram sua mensagem. Explorando tal variedade de reações, gradualmente os evangelistas nos envolvem no mistério de sua doutrina e, ao mesmo tempo, nos levam a formular nossas próprias perguntas. Qual é nossa posição em relação a tudo isso? Quem é Jesus para nós?
MPRESSÕES SOBRE JESUS
DENIS MCBRIDE
Editora Santuário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário